TEMPO DO ENÓLOGO

PT

O ambiente ordena as vinificações, por um lado existem zonas que estão a terminar as FML, por outro, noutras estão a iniciar as FA. Eles chamam de ‘vindima’ e é a expressão máxima da Enologia. É o momento em que os produtores de vinho canalizam todo o seu conhecimento e paixão para materializar a sua ideia “vinho”.

Momento de expressar os objetivos e as ilusões que você preparou durante um ano de reflexões e planeamento. Após um longo tempo de espera, foi possível repensar e redesenhar o seu perfil, preparar as vinhas, preparar toda a estratégia e logística para elaborar-lo.

Tempos frenéticos, onde se recebe centenas de inputs para gerir; Uvas, mostos, meteorologia, vinhos, agricultores, funcionários, fornecedores … tudo depende de você. A “solidão do enólogo” é muitas vezes uma realidade, mas são esses momentos que lhe dão lucidez, pensamentos rápidos, decisões e concretizar os planos preparados para o “vinho”, contornando as variadas adversidades.
Estamos em contato com centenas de enólogos, conhecemos toda a sua diversidade, compartilhamos as suas preocupações, necessidades e paixão pelo vinho. É por isso que queremos transmitir o nosso reconhecimento e cumplicidade neste momento.

É muito gratificante ver como a figura do enólogo conseguiu reinventar-se ao longo do tempo, e sobreviver às novas realidades. Reinventando-se porque conseguiu passar de um condutor de processos nos anos 60, para um segurador do perfil e qualidade nos anos 90, para o papel atual de criador, designer e criador de cada vinho, e da estratégia para elaborá-lo. Sobreviveu porque ele conseguiu integrar muitos encargos administrativos, burocráticos e comerciais … sem abrir mão da paixão pelo vinho.

Uma escultura não nasce de um bloco de mármore, nasce da interpretação do artista sobre esse bloco ou da seleção de materiais que ele faz para expressar a sua ideia. Do mesmo modo, o vinho não nasce da vinha, mas da interpretação feita por cada enólogo dessa vinha, ou da seleção de vinhas, para que ele possa construir a sua ideia de “vinho”.

Reivindicamos a figura do ENÓLOGO como aquele artista que oferece à sociedade a sua proposição de valor pessoal expressada num produto para apreciação, abordagem e prazer, numa cultura, numa tradição renovada.

Aos Enólogos do mundo, desejamos uma feliz vindima e os melhores sucessos para esta campanha.

Leave a Reply