FML

É o segundo processo microbiológico da vinificação, desde que não nos tenhamos desviado do guião e, tal como acontece com a fermentação alcoólica, desempenha um papel fundamental na qualidade final do vinho.

A fermentação alcoólica expressa o potencial aromático da uva, a fermentação malolática completa-o e matiza-o.

Como qualquer outra transformação, tem impacto no vinho, pelo que é um processo que deve ser conduzido de forma coerente com o objetivo de manter e realçar a fruta dos vinhos, aumentar a untuosidade e o volume, mas acima de tudo mantê-lo livre de contaminações indesejáveis como algumas Lactobacillus, Pedioccocus ou Brettanomyces.

Quem e quando vai fazer a sua FML?

A primeira pergunta tem duas respostas: induzida com bactérias selecionadas ou espontânea com bactérias indígenas, neste caso sem saber quem faz a FML e muitas vezes sem saber quando.

Se escolher bactérias selecionadas, passa automaticamente a dominar o quando, e tem mais uma ferramenta para expressar a singularidade dos seus vinhos:

COINOCULAÇÃO: para quando se necessita de um arranque rápido da FML para controlar populações de contaminantes, para manter a fruta e a frescura ou por exigências logísticas da adega. As bactérias conseguem uma melhor implantação no meio devido à ausência de etanol. É ideal para vinhos jovens quando temos uma elevada quantidade de ácido málico e também é útil em casos difíceis, mas exige certas precauções:

  • < 14,5% vol.
  • pH< 3,5
  • Par de Levedura-Bactéria compatíveis, para que as bactérias não afetem o rendimento das leveduras
  • Boa gestão da FA (nutrição, temperatura)

INOCULAÇÃO PRECOCE: inoculação de bactérias láticas durante a fase final da FA, indicada quando precisamos de uma FML rápida, mas o vinho tem mais de 14,5 % vol. Neste caso, a estirpe de levedura que usarmos para a FA deve produzir pouco SO2 para que as bactérias possam desenvolver-se melhor.

INOCULAÇÃO SEQUENCIAL: Inoculação de bactérias quando o vinho está seco, mais ou menos imediata dependendo do trabalho de estabilização por oxigénio que é necessário para cada vinho antes da FML.

Nas sequenciais, durante o período entre o final da FA e início da FML, o vinho é especialmente sensível às contaminações por Brettanomyces, pelo que é importante avaliar o risco e fazer o seguimento das populações desta companheira indesejável.

Bactérias

Para que uma estirpe de bactéria funcione deve estar bem adaptada às condições do vinho (%vol, pH, temperatura, ácido málico) e a sua nutrição deve ser programada de acordo com as suas exigências, da riqueza do mosto e da estirpe de levedura utilizada na FA. Observou-se que as bactérias láticas têm necessidades muito específicas de aminoácidos, pelo que o uso de nutrientes orgânicos na FA favorecerá o desenvolvimento da FML. Contudo, se o meio está empobrecido ou as condições forem difíceis, podemos enriquecer o vinho com nutrientes especialmente concebidos para as bactérias láticas.

Os objetivos da fermentação malolática através da utilização de bactérias selecionadas são:

  • Obter vinhos mais limpos e frutados no nariz.
  • Manter o perfil desejado vindima após vindima.
  • Reduzir o impacto de populações contaminantes (lactobacillus, pediococcus, brettanomyces…).
  • Ter menos voláteis e menos aminas biogénicas.
  • Agilizar o processo na adega e, eventualmente, poupar energia.

As populações de bactérias são muito mais delicadas e exigentes que as leveduras, pelo que é importante ter em conta vários fatores que inibem o seu desenvolvimento e nos podem causar algumas dores de cabeça:

  • Acumulação de etanal.
  • Populações contaminantes de Brett.
  • Um excesso acumulado de CO2 atrasa o início das bactérias.
  • Uma Fermentação Alcoólica retardada é sinónimo de empobrecimento do meio em nutrientes e da libertação de moléculas inibidoras. Os lípidos inibidores de cadeira curta (C6, C8, C10 e C12) podem provocar o bloqueio da FML, inclusive em quantidades muito baixas.
Expertise S

Expertise S 25hL

Bactérias

Bacteria lática Oenococcus oeni produto de um trabalho de seleção da ITV France.

Comprar
Expertise C

Expertise C

Bactérias

Bactéria para inoculação em vinhos brancos ácidos

Comprar
Vivactiv Malo

Vivactiv Malo

Nutrientes

Nutriente orgânico para uma gestão qualitativa da FML

Comprar
Oenovegan Micro

Oenovegan Micro

Microbiológica

Produto de origem vegetal formulado especificamente para controlar o desenvolvimento de Brettanomyces.

Comprar
Medios de cultivo Brett

Meios de cultura Brett

Microbiológicos

Método preventivo e simples para manter à distância as populações contaminantes de Brett.

Comprar
Kit Brett

Kit Brett

Microbiológicos

Método preventivo e simples para manter à distância as populações contaminantes de Brett.

Comprar