Limpeza

A decantação ou limpeza dos mostos pode ou não ser uma receita?

  • Pode ser uma receita, porque cada estilo de vinho (fermentativo, redutor, terpénico, varietal) expressa o máximo do seu potencial com fermentações em turvações muito específicas: < 100 NTU para estilos fermentativos, de 150 a 180 NTU para vinhos redutores e para varietais, e até < 200 NTU para estilos terpénicos.
  • Não pode ser uma receita, porque a composição e estrutura da uva varia em cada vindima e isto torna necessário reajustar os mecanismos e parâmetros de limpeza.

Qualquer que seja o método de limpeza, é preciso quebrar as pectinas, não só para a decantação, mas também para evitar filtrações complicadas nas fases de clarificação e estabilização antes do engarrafamento.

As pectinas são quebradas de duas maneiras:

  • Com o tempo, onde muitas vezes não se tem;
  • Com as ferramentas adequadas que lhe permitirão fracionar as pectinas no tamanho adequado, de acordo com o processo de decantação escolhido.

Decantação estática

A decantação estática é, sem dúvida, a técnica com melhor rendimento organolético em expressão varietal, tanto no nariz como na boca. Um contacto de 24 h com as borras aumenta a cedência de precursores aromáticos e polissacáridos da polpa.

Além disso, permite-lhe regular facilmente a turbidez de acordo com o perfil, ajudando-o a alcançar o sucesso da fermentação.

Uma boa decantação estática requer um elevado grau de ruptura das pectinas para conseguir uma boa decantação e compactação das borras, o que se traduz em rendimento financeiro e sustentabilidade, justificando a utilização de enzimas de alta qualidade.

Lysis Ultra

Lysis Ultra

Enzimas
Branco - Rosé

Preparação enzimática líquida altamente concentrada, para o desengace de mostos brancos a baixa dosagem.

Comprar
Lysis UC

Lysis UC

Enzimas
Branco - Rosé

Preparação enzimática microgranulada concentrada para a clarificação e o desengace rápido de mostos.

Comprar
Oenovegan EPL

Oenovegan EPL

Estabilização fenólica

Formulação específica para a clarificação de mostos e vinhos.

Comprar

Decantação dinâmica

Quando o tempo é curto, a flotação por ar ou azoto acaba por ser o método mais eficaz, visto que é rápida e deixa borras aceitáveis. O problema é que muitas das vezes limpa demasiado e, por isso, é uma técnica adequada desde que se procure um perfil fermentativo e se equilibre a estrutura com um toque de carvalho, por exemplo, ou se sobrarem algumas borra saudáveis para corrigir a turbidez.

Para flotar bem, a pectina tem de ser quebrada na medida certa para permitir que os flóculos tenham uma superfície suficiente para serem empurrados para cima pelo gás utilizado. Isto também é conseguido com uma enzima específica e os adjuvantes adequados que irão favorecer a formação de flóculos e compactar as borras.

Oenovegan F

Oenovegan F

Clarificação

Solução para a limpeza dos vinhos vegan

Comprar
Lysis Activ 60

Lysis Activ 60

Enzimas
Branco - Rosé

Preparação enzimática líquida para a flotação e desengace de mostos carregados de matérias sólidas.

Comprar

Outros temas relacionados

Maceração Pelicular

O contacto do mosto com as suas películas, observando atentamente parâmetros como a maturação e pH, pode ajudá-lo a alcançar o seu objetivo.

Mais informações

Prensagem

O tamanho médio dos bagos, a relação película/mosto e a dinâmica de maturação variam a cada vindima, por isso, podemos prensar igual todos os anos? Podemos fazer os ciclos à mesma pressão ou ao mesmo rendimento todos os anos?

Mais informações