A micro-oxigenação e as preferências do consumidor

micro-oxigenacion-300x276

Hoje em dia, os enólogos conhecem perfeitamente os benefícios e as vantagens da micro-oxigenação, mas num estudo recente do Journal of the Science of Food and Agriculture analisou-se os efeitos da micro-oxigenação na qualidade do vinho e as preferências do consumidor (artigo em inglês).

Segundo este estudo, podemos concluir (outros estudos já o tinham revelado anteriormente) que a micro-oxigenação tem efeitos positivos em relação à testemunha quando se compara o tipo e a intensidade da fruta e a maior estabilização da cor. No entanto, o que é interessante neste estudo é que incluí como variável a opinião do consumidor. O resultado é muito interessante para as adegas em dois sentidos:

1. Por um lado, as adegas devem pensar primeiro no consumidor e depois desenvolver o produto que esse consumidor espera, o que em marketing é conhecido por orientação de mercado, isto é, pensar de fora para dentro.  Muitas empresas já interiorizaram a ideia de que “não há produtos, há mercados” e a partir daí desenvolvem toda uma série de produtos e serviços dirigidos para satisfazer esses mercados. Para isso, é necessária uma boa combinação das equipas de I+D e de marketing, ou seja, inovação e comunicação. Esta é a forma de proporcionar valor e preço aos produtos e aos serviços das adegas. Esta é a forma de evitar as refregas dos preços que ameaçam a rentabilidade das empresas e do sector como tal.

2. O estudo revela que além dos benefícios na qualidade do vinho, 71% dos consumidores preferem os vinhos micro-oxigenados. 40% prefere os vinhos micro-oxigenados a 25 ml/l/mês, 31% os micro-oxigenados a 50 ml/l/mês e 29% prefere a testemunha.

É importante ter em conta que este estudo foi realizado com Cabernet Sauvignon na Austrália conforme os parâmetros definidos no artigo, e que tais parâmetros deverão ser diferentes noutros casos.

Leave a Reply